2ª Edição do Manauara Cultural inicia mix de apresentações com artistas

O reencontro dos artistas com o público tem data marcada para acontecer no Teatro Manauara. Numa iniciativa do Manauara Shopping, começa nesta quinta-feira (19) e prossegue até o dia 22, a 2ª Edição do Manauara Cultural com o tema ‘Viva a arte que inspira’! Música, dança, arte, teatro e humor ocuparão o palco para alegria de quem estava com saudades de um bom espetáculo.

O teatro, que ficou fechado durante meses, reabre as portas seguindo os protocolos de segurança a fim de que as pessoas possam retomar uma rotina de diversão adequada.

Programação
A programação inicia no dia 19 de agosto às 20h com um show de stand up. O trio Roger Siqueira, Dhi Miranda e William de Oliveira trará o riso de volta abordando situações do cotidiano, com as quais a maioria das pessoas se identifica. “Eu gosto de ter um viés mais regionalista, de contar algumas viagens que já fiz pro interior, algumas curiosidades de quem vive o dia a dia do manauara, de compartilhar essa loucura que é Manaus. Pretendo trazer esse ponto de vista regionalista pro palco. Essa vai ser a pegada”, relatou o humorista Roger Siqueira.

Não é a primeira vez, que o artista ocupa o palco do teatro Manauara, mas não deixa de se emocionar quando relembra a trajetória para chegar ao espaço. “Comecei em um dos meus grandes sonhos e de toda a minha geração era fazer um show no Teatro Manauara. No ano passado, por causa do projeto, tive a oportunidade de apresentar a minha arte, foi empolgante. Este ano, vamos nos empenhar ainda mais, nos entregando para fazer um espetáculo que honre a casa por onde passaram grandes nomes e prestigiar o público, que merece um bom show”, declarou Roger.

Na sexta-feira (20) a partir das 20h, que encanta a plateia é a dupla Chapéu de Palha, composta por Helder Cruz e Giovanna Póvoas. Os artistas irão apresentar as faixas do último trabalho, que já alcançou mais de um milhão e meio de streaming nas plataformas digitais. As vozes doces e suaves são um convite ao relaxamento. Na mesma noite, a cantora Duda Raposo sobe ao palco trazendo uma proposta mais intimista. A jovem artista mescla ritmos diferentes nos trabalhos autorais. O repertório eclético tem conquista admirados.

No sábado, dia 21 às 18h, a noite será dos espetáculos de dança. A Cia de Dança Uatê, que significa espírito ancestral na língua Urubu-kaapó, apresenta Encontro dos Ritmos. O grupo valoriza a cultura indígena e utiliza na linguagem corporal a movimentação dos animais.

A Instituição Cultural Artes Sem Fronteira leva ao palco a coreografia ‘Ashaninka, A Última Fronteira’. O espetáculo retrata os costumes e tradições de uma tribo de origem peruana. Alguns integrantes se refugiaram no Acre a fim de manter sua independência. Os movimentos simbolizam sua resistência à dominação. Finalizando a noite, o ballet Dom Quixote da Cia Bellart, apresenta um trecho do espetáculo mundialmente conhecido por sua alegria, cores e saias rodadas.

No domingo, o teatro domina a cena. Às 16h a opereta infanto-juvenil ‘Cabelos Arrepiados’ irá conquistar o público apresentando um tema recorrente: os medos infantis. Cinco crianças acreditam que seus sonhos noturnos foram roubados e discutem a questão com leveza e bom humor.

Em celebração ao Agosto Lilás, mês em que se discute a violência contra a mulher, entra no palco do Teatro Manauara às 20h deste domingo, o espetáculo ‘Diário das Marias’. A Cia Trilhares apresenta os diversos tipos de opressão a que são submetidas as mulheres desde a infância a fase adulta.

Os ingressos não são pagos. Para assistir aos espetáculos, o interessado deve doar um pacote de fralda descartável dos tamanhos G, GG ou XG no stand situado no piso Castanheiras, em frente à Bemol Farma. As doações serão destinadas para o Grupo de Assistência à Criança com Câncer (GACC).

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *